Main menu

Lex Luthor Homem de Aço: Leitura de um Fã

Salve Trolls! Hoje vou fazer o primeiro post sobre alguma HQ aqui na Caverna do Troll! E a HQ escolhido foi Lex Luthor: Homem de Aço. Assim como faço nos posts de Visão de um Fã, onde comento sobre algum filme que fui assistir nos cinemas mas sem dar spoilers, aqui vou falar do que eu achei desta HQ e claro, sem dar spoilers também. A análise, como o título diz, é de um fã e não um especialista ou técnico no assunto :)

Esta HQ eu comprei depois de escutar um podcast da galera do Matando Robôs Gigantes (link) e me chamou bastante a atenção sobre a mesma. Comprei ela e acabei deixando de lado e esta semana resolvi dar uma conferida. Já vou logo avisando, li ela numa paulada só!

Brian Azzarello assina como roteirista desta HQ e Lee Bermejo cuidou da arte e capas. Esta dupla é famosa por ter feito também a HQ Coringa, que ainda não tive a oportunidade de folhear mas está nos planos. A edição que li é uma compilação de uma série de 5 HQs lançada em 2005, com o título Lex Luthor: Man of Steel. Esta edição eu comprei no site da Panini e pela última vez que conferi, ainda estava disponível.

Falando agora da HQ em si. Como disse, eu li ela inteira em um dia. Não porque ela é curta, até porque ela tem 132 páginas, mas sim porque a história dela me prendeu bastante. A história é bem focada no Lex Luthor, onde ele quer jogar o Super Homem contra a população. De acordo com Lex: “Todos os homens são criados iguais. Os homens. Você não é um homem.” E ele quer lembrar bem a população disto, de que temos um alienígena entre nós e por que ele estaria sempre do lado dos homens se ele não é um?

Esta questão fica rolando durante a HQ toda e achei bem interessante. Por que devemos adorar o Super Homem, tratar ele como um deus ou confiar totalmente nele? E se ele resolver ligar o botão do fod*-se pra humanidade?

Quanto a arte da HQ foi o que na minha opinião menos me agradou. As artes não possuem muito detalhes. Por um lado é bom porque foca totalmente no assunto principal, mas por outro lado eu gosto de artes com mais detalhes, onde você fica analisando quadro a quadro sempre achando algo novo no desenho. Outra questão é que de certo modo a HQ é bem monocromática. São tons bem definidos que seguem por várias páginas. Na minha opinião poderia ser diferente para abordar o tema da HQ.

Finalizando, eu recomendo esta HQ para quem quer ter uma visão diferente do Super Homem. Poucos personagens aparecem, é uma HQ bem focada no vilão, diálogos bons e que na minha opinião poderia ter uma arte melhor. O bom também é que é um volume fechado então não precisa ficar comprando um monte de revistas para pegar a história toda.

[]’s do Troll!

  • Matheus

    cara, busque por superman red son. Um épico desenho animado (com imagens do gibi da DC). Em uma linha do tempo alternativa o kriptoniano cai e cresce na rússia e não nos eua. É fantástico.

    • http://www.cavernadotroll.com.br Puri

      Valew pela dica Matheus, vou dar uma procurada nessa HQ!

FacebookTwitterGoogle+RSS
{lang: ''}